Associação de Apoio e
Informação a Cegos e Amblíopes

Fundação Raquel e Martin Sain

Morada: Rua João Saraiva nº 11 - 1700-248 Lisboa
E-mail: fundacaosain@gmail.com.
Telefone: 218480136
Fax: 218492753
Site: www.fundacao-sain.org.pt

A Fundação Raquel e Martin Sain, tem como fim "a realização de uma obra de educação e ocupação tiflológicas, nomeadamente na formação profissional de cegos, com o fim especial de lhes assegurar possibilidades de trabalho remunerado", na actualidade, dedica-se principalmente ao desenvolvimento de acções de formação profissional dirigidas a pessoas cegas e ainda à dinamização de um Lar Residencial especificamente para resposta à deficiência visual.

Tendo como actividade prioritária a Formação Profissional específica para pessoas com deficiência visual, a Fundação desenvolve actualmente acções de formação promovidas no âmbito do Programa de Qualificação de Pessoas com Deficiências e Incapacidades, financiado pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional.
Os cursos podem adoptar diversos percursos diferenciados, conforme as características dos destinatários:

Formação Inicial, para destinatários com idade igual ou superior a 15 anos, à data do início da formação, sem qualificação adequada para o exercício de uma profissão ou ocupação de um posto de trabalho.

Objectivos

As acções de Formação Inicial desenvolvidas têm um ou vários dos seguintes objectivos:

Formação Contínua, para pessoas empregadas ou desempregadas, que pretendam melhorar as respectivas qualificações visando a manutenção do emprego, progressão na carreira ou reingresso no mercado de trabalho.

Objectivos

A formação contínua tem como objectivos:

Como forma de operacionalizar este objectivo, a Fundação desenvolve cursos de Formação Contínua em duas áreas, nomeadamente: É uma entidade acreditada como entidade formadora pela Direcção de Serviços de Qualidade e Acreditação.

Lar Residencial

O Lar Residencial da Fundação Raquel e Martin Sain tem como público alvo a população com deficiência visual, visando a sua integração socioprofissional. Neste sentido, o lar assegura a residência temporária a utentes que se encontrem a desenvolver um projecto de inserção sócio profissional na área de Lisboa (frequência em acções de formação profissional, formação em contexto de trabalho ou início de um actividade profissional) e que não disponham de estadia necessária (p. Ex. utentes residentes fora da área metropolitana de Lisboa).
É dada prioridade, em termos de acesso a vagas no lar, a candidatos à formação na Fundação Sain.

Para mais informação consulte o site da Fundação Sain: www.fundacao-sain.org.pt

Página actualizada em: 18-11-2012 19:29